Make your own free website on Tripod.com

  A primeira civilização da Índia emergiu cerca do terceiro milénio a.C., com as cidades de Harappa e Mohenjo-daro. Os dois locais, separados por 640 Km, situam-se ao longo do Rio Indo, que atravessa o que são agora as planícies áridas do Paquistão, que, na altura, eram uma zona bem irrigada. A civilização urbana que floresceu nessa área é denominada «cultura do Vale do Indo». É mais ou menos contemporânea das culturas da Mesopotâmia e do Egipto, mas, apesar das muitas descobertas arqueológicas, não se encontraram registos escritos da vida na região.
  Os animais, em especial as vacas, bois e serpentes, eram aparentemente venerados. É provável que os primitivos habitantes do Vale do Indo adorassem uma deusa, bem como um deus, da fertilidade e que os sacrifícios de animais desempenhassem um papel importante nos rituais. Muitos arqueólogos detectaram influências indígenas nos vários arquefactos postos a descoberto na região, em especial no que parecem ser lingas e selos representando deuses sentados em posições de ioga.
  O declínio da civilização do Vale de Indo é misterioso. Quando os Arianos entraram no Norte da Índia , algum tempo depois do ano 1500 a.C., Harappa e Mohenjo-daro já tinham sido abandonadas e não passavam de ruínas.

O ESPÍRITO DA ÍNDIA | ÍNDIA | A CULTURA DO VALE DO INDO | OS «VEDAS» | AS ARTES DO IOGA
| Excursões de peregrinação

Back to main Page